EMPATE ENTRE TRICOLORES: ESQUEMAS IGUAIS E PROPOSTAS DIFERENTES

05/11/2012 03:27

 

São Paulo e Fluminense fizeram um duelo no Morumbi marcado, principalmente, pelo respeito e pelo cuidado com a marcação. Os zagueiros falharam e os artilheiros brilharam nesse jogo entre os melhores elencos, em minha opinião, existentes no atual futebol brasileiro. No plano tático, como esperado, as duas equipes vieram postadas no 4-2-3-1. Entretanto, a função dos atletas em campo demonstrou duas execuções completamente diferentes do aludido desenho. Esse foi o painel tático da partida:

 

Equipes no mesmo esquema e com dinâmicas diferentes. No São Paulo, o 4-2-3-1 tinha jeito de 4-2-2-2, com Lucas centralizando bastante como meia e Osvaldo mergulhando como segundo atacante, o que prendeu Bruno mais na marcação. No Flu, o 4-2-3-1 tinha um funcionamento bem próximo de um 4-3-3 de base alta, com Thiago Neves caindo pela esquerda, Jean subindo pelo centro à direita e Sóbis, assim como Nem, infiltrando como um legítimo atacante. Só não podemos dizer que era, literalmente, um 4-3-3, porque Sóbis e Nem, por vezes, voltavam além da intermediária para marcar.

 

 

Abel admitiu ter ficado em dúvida sobre a escalação. Sem Deco e Wagner lesionados, ficou o questionamento: Diguinho ou Rafael Sóbis? Para sorte dos torcedores do Flu, Abel resolveu escalar o atacante. E a justificativa foi a seguinte: como o São Paulo joga com 3 homens na frente, colocar mais um volante seria sinônimo de sufoco, o que já havia dado errado contra Grêmio e Atlético Mineiro. Gosto também de Thiago Neves mais centralizado, como um segundo atacante. Assim jogava no 4-5-1 de Renato Gaúcho, em sua primeira e marcante passagem pelo clube. A escalação de Neves propiciou a mesma mobilidade tática que o tricolor carioca obteve com Wagner tendo sequência na posição, em uma das várias contusões de Deco.

 

Flagrante de movimentação ofensiva do Fluminense: Sóbis abria pelo flanco e Thiago Neves encostava como um segundo atacante num dos zagueiros centrais, o retirando da área. Tal posicionamento, além de deixar Fred no mano a mano, fazia Denilson recuar para não deixar Nem sozinho com Cortez. Essa postura ofensiva do Flu empurrava o SPFC para o campo de defesa, atrapalhando a transição ofensiva veloz, uma das armas da equipe de Ney Franco.

 

 

Com Nem e Sóbis voltando para compor uma espécie de linha de marcação no meio, o Flu parecia estar, em alguns lances, numa espécie de 4-1-4-1. Neves no centro e Sóbis no ataque deram grande mobilidade ao time de Abel, que jogou surpreendentemente mais adiantado. No tricolor paulista, o fato de Denilson pouco ajudar nas ações ofensivas foi fator preponderante para o baixo volume de jogo ofensivo do time. A postura das duas equipes era pautada no respeito, até exacerbado, e na cautela, estando os dois técnicos preocupados com os quartetos ofensivos do adversário.

Para quem esperava o São Paulo sufocando o Fluminense, como fizera o Atlético, o jogo foi, de certa forma, até surpreendente. No duelo da cautela, os gols saíram em dois lances onde os zagueiros falharam. Luís Fabiano fez 1 a 0 aos 5 minutos da segunda etapa, após recuo bizarro de Gum. Aos 18 minutos, foi a vez de Toloi retribuir. Ele tentou cercar a bola na linha de fundo, pela esquerda, mas perdeu para Samuel, que passou para Fred empatar a partida e retomar a ponta da artilharia.

No final da segunda etapa, Abel tentou, como sempre, recuar a equipe. A alteração foi absurda: saiu W. Nem, o engate do contragolpe tricolor e entrou Diguinho, um jogador que causa arrepios na torcida. Diante da falta de leitura de Abelão, o garoto, sem entender, saiu balançando a cabeça em sinal de reprovação. Como consta em reportagem do globoesporte.com, o questionamento do jovem craque foi eivado de consistência: “Vai botar para trás o time?”. Abaixo o link da reportagem. Abraço!

 

 

http://sportv.globo.com/site/programas/troca-de-passes/noticia/2012/11/nem-reclama-de-abel-por-alteracao-vai-botar-para-tras-o-time.html

 

 

 

 

Victor Lamha de Oliveira

 

Tópico: EMPATE ENTRE TRICOLORES: ESQUEMAS IGUAIS E PROPOSTAS DIFERENTES

Grande duelo de Tricolores!

Maurício | 05/11/2012

Dai Victor, blz?!

Jogão! Os dois times praticamente que no 4-3-3, foi um jogo aberto, teve dois erros de dois zagueiros!

Mas é isso ai, Fluminense já é campeão mesmo! to achando que o meu Tricolor vai ficar m 2° e vc, que me diz?

Re:Grande duelo de Tricolores!

Victor Lamha de Oliveira | 09/11/2012

Grande Maurício! Tudo bom amigo, graças a Deus! Foi um jogão mesmo, bem disputado e carregado de emoção! Olha, eu aposto numa briga que vai se estender até a última rodada entre Galo e Grêmio. Entretanto, o time gaúcho é o meu favorito ao vice campeonato. Abraço!

Abel Braga retranqueiro

Jhons | 05/11/2012

Como sempre Abel Braga retracando o Fluminenese apos conseguir o resultado desejado.
Tirou o Nem que era o motor do time, e dava velocidade, pra colocar o fouclorico Diguinho. Assim se fechando todinho! Impedindo até de arancar uma vitoria no em pleno Morumbi.

Re:Abel Braga retranqueiro

Victor Lamha de Oliveira | 09/11/2012

Grande Jhons! Essa prática do Abel de retrancar para conseguir o resultado desejado quase complicou a vida do Fluminense na competição. Também achei um absurdo ele tirar o Nem para colocar o Diguinho, jogador que nem merecia estar disputando a Série A. Abraço!

Novo comentário